Chiquinho Conde Anuncia Possível Saída da Seleção Nacional Após Vitória Contra Guiné-Conacri

O treinador da Seleção Nacional de Moçambique, Chiquinho Conde, anunciou que o jogo contra a Guiné-Conacri, realizado ontem, pode ter sido o seu último à frente da equipe. A declaração foi feita durante a conferência de imprensa após a vitória por 1-0, que manteve vivas as esperanças de Moçambique de se qualificar pela primeira vez para a Copa do Mundo.

Geny Catamo, jogador de destaque, marcou o gol decisivo aos 93 minutos, convertendo um pênalti que garantiu os três pontos para Moçambique. A vitória foi celebrada intensamente, mas a alegria nos rostos dos jogadores e dos adeptos contrastava com o tom sombrio das declarações de Conde.

Queixas de Sabotagem e Falta de Apoio

Durante a conferência de imprensa, Chiquinho Conde não escondeu seu descontentamento com a federação de futebol moçambicana. Segundo o treinador, seu trabalho tem sido sistematicamente sabotado pela estrutura da federação. Embora não tenha entrado em detalhes específicos sobre a natureza das sabotagens, Conde deixou claro que sente que seu trabalho não tem sido valorizado.

“Este foi, provavelmente, o meu último jogo à frente da seleção nacional,” afirmou Conde, visivelmente emocionado. Ele destacou que seu contrato expira no dia 31 de Julho e que não houve interesse por parte da federação em discutir uma renovação.

O Futuro da Seleção Moçambicana

A notícia da possível saída de Conde chega em um momento crítico para a seleção. A vitória sobre a Guiné-Conacri colocou Moçambique em uma posição favorável na tabela de classificação para o Mundial de 2026. No entanto, a instabilidade no comando técnico pode afetar o desempenho da equipe nos jogos restantes do apuramento.

Os adeptos moçambicanos, que estavam eufóricos com a vitória, agora enfrentam a incerteza sobre o futuro da sua seleção. A continuidade do trabalho iniciado por Conde, que tem mostrado resultados positivos, é vista como crucial para as aspirações de Moçambique em se classificar para o Mundial.

Reação da Federação

Até o momento, a Federação Moçambicana de Futebol não se pronunciou oficialmente sobre as acusações de Conde ou sobre a renovação de seu contrato. A falta de um comunicado claro aumenta as especulações sobre os bastidores da seleção e sobre quem poderá assumir o comando técnico caso Conde realmente deixe o cargo.

A vitória contra a Guiné-Conacri deveria ser um momento de celebração e otimismo para o futebol moçambicano. No entanto, as declarações de Chiquinho Conde lançam uma sombra sobre o futuro da seleção. A questão que agora se coloca é se a federação conseguirá resolver as questões internas e garantir a estabilidade necessária para que Moçambique continue sua campanha rumo ao Mundial de 2026.

Gostou deste conteudo?

Partilhe !!!

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Email

Respostas

Mais Novidades

Filipe Nyusi Visita Estádio Municipal de Lichinga e Comenta Situação da Seleção Nacional de Futebol

Pepo Santos Renova com Caldas Sport Clube para Temporada 2024/2025

Bruno Langa Destaca-se na LaLiga com Golo Memorável Contra o Mallorca

Seleção Nacional de Futebol de Moçambique Retida em Lisboa Devido a Cancelamento de Voo

Resultado do Sorteio de Qualificação para o CAN Futebol de Praia 2024 no Egito: Moçambique Enfrenta Seychelles

Hélder Duarte Revela Preocupações na Conferência de Imprensa Antecipando Jogo Contra a União Desportiva do Songo

inspirando mudanças

Victor Mayamba Assume Comando do Desportivo de Nacala

Ironia do Destino ou Acaso? Estreias de Treinadores Marcam o Derby da 8ª Jornada do Moçambola

INSPIRANDO MUDANÇAS | REINILDO MANDAVA | GENY CATAMO | BRUNO LANGA

INSPIRANDO MUDANÇAS – GABRIEL JÚNIOR

INSPIRANDO MUDANÇAS – GILBERTO MENDES

explore por categoria

Mambas
Moçambola
CAF
COSAFA
Actividades
comunidade
eventos

conectando moçambique

PARTE 1

PARTE 2