Textáfrica Repudia Ações de Arbitragem e Violência em Recintos Desportivos

O Grupo Desportivo da Textáfrica, através de uma nota oficial, expressou sua indignação com a atuação da arbitragem durante o jogo da 10ª jornada contra o Black Bulls. O clube também condenou qualquer ato de violência nos recintos desportivos, destacando a importância de manter a integridade e a segurança nas competições.

Acusações de Arbitragem Intimidatória

No comunicado divulgado nas redes sociais, o Textáfrica apresentou sua versão dos acontecimentos ocorridos durante o jogo contra o Black Bulls. A principal crítica foi direcionada ao árbitro principal, Guilherme Malagueta, acusado de demonstrar uma postura intimidante e parcial em relação à equipe do Textáfrica.

“Em vários momentos da partida, o árbitro principal, Guilherme Malagueta, demonstrou no seu ajuizamento uma postura intimidante em relação à nossa equipa. A imparcialidade ficou evidente quando houve falta de coordenação entre ele e seus assistentes, resultando na falta de comunicação em um pênalti claro e justo a favor do Grupo Desportivo da Textáfrica, que havia sido assinalado pelo segundo árbitro assistente. Mesmo com a insistência deste, o árbitro principal não atendeu à solicitação,” afirmou o clube em seu comunicado.

Histórico de Injustiças

O Textáfrica destacou que essa não foi a primeira vez que a equipe se sentiu prejudicada por decisões de arbitragem. O clube mencionou episódios anteriores, incluindo um jogo contra o Ferroviário de Nampula, onde também se sentiram injustiçados.

“O clube já vem sendo injustiçado há muito tempo, com o exemplo dos últimos acontecimentos ocorridos no jogo frente ao clube Ferroviário de Nampula, na província da cidade do mesmo nome,” acrescentou a nota.

Condenação da Violência

Além das críticas à arbitragem, o Textáfrica repudiou qualquer ato de violência nos recintos desportivos, reafirmando seu compromisso com a segurança e a integridade dos jogos. O clube pediu desculpas a todos os envolvidos e afetados pelos eventos ocorridos em seu campo durante o jogo contra o Black Bulls.

Pedido de Desculpas

“Pedimos desculpas a todos os envolvidos e aos que sofreram no último sucedido naquele campo do Textáfrica,” concluiu o comunicado, demonstrando um compromisso com a paz e o fair play no futebol.

Gostou deste conteudo?

Partilhe !!!

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Email

Respostas

Mais Novidades

Mambinhas Enfrentam Guiné-Bissau na Terceira Jornada do Torneio de Futebol Sub-17 em Cascais

Black Bulls Enfrentam Ferroviário de Lichinga na Abertura da Última Jornada da Primeira Volta do Moçambola 2024

Mambinhas Dominam no Torneio Sub-17 de Cascais com Goleada de 8-0 sobre Guiné-Bissau

PARA QUEM PENSOU QUE ERA A BLACK BULLS A DONA DA “MÃOZINHA”, EIS A SURPRESA: CONSELHO DE DISCIPLINA ORDENA INVESTIGAÇÃO DE PROVÁVEL SUBORNO NO JOGO TEXTÁFRICA – BLACK BULLS

Shaquille Nangy Assina por Dois Anos pelo Sagrada Esperança

Black Bulls Enfrentará Alize Fort das Ilhas Comores nas Eliminatórias da Taça Nelson Mandela

inspirando mudanças

PONTAPÉ DE SAÍDA PARA O 1º TORNEIO DE FUTEBOL “UFFLP – CASCAIS 2024”

Victor Mayamba Assume Comando do Desportivo de Nacala

Ironia do Destino ou Acaso? Estreias de Treinadores Marcam o Derby da 8ª Jornada do Moçambola

INSPIRANDO MUDANÇAS | REINILDO MANDAVA | GENY CATAMO | BRUNO LANGA

INSPIRANDO MUDANÇAS – GABRIEL JÚNIOR

INSPIRANDO MUDANÇAS – GILBERTO MENDES

explore por categoria

Mambas
Moçambola
CAF
COSAFA
Actividades
comunidade
eventos

conectando moçambique

PARTE 1

PARTE 2