União Desportiva do Songo Queixa-se da Arbitragem no Jogo Contra o Black Bulls

A União Desportiva do Songo (UDS) manifestou publicamente sua insatisfação com a arbitragem durante o último jogo realizado em seu estádio contra o líder do campeonato, o Black Bulls. O jogo, que terminou empatado a uma bola, foi marcado por controvérsias envolvendo a atuação do árbitro Celso Alvacao, que segundo a UDS, condicionou o resultado da partida.

Em uma nota de imprensa contundente, os Hidroelétricos criticaram duramente a arbitragem, afirmando que houve um esforço deliberado para prejudicar a UDS. “Foi notório o esforço da arbitragem encabeçada por Celso Alvacao, em condicionar o jogo da UDS, quando por diversas vezes em contrariedade, até no caso das regras do jogo, como é no caso da lei de vantagem, cortava jogadas de ataque da UDS por motivos e fundamentos questionáveis,” diz o comunicado.

A UDS também destacou um incidente específico onde um membro da sua equipa médica foi expulso com um cartão vermelho por entrar em campo para socorrer um jogador que havia sofrido um choque de cabeça com um adversário. “A parcialidade foi tamanha que um membro da equipa médica da UDS foi admoestado com cartão vermelho, por ter entrado em campo para socorrer um jogador que se contorcia caído no terreno do jogo. Depois do choque de cabeça com um jogador adversário, nem a integridade física e saúde dos jogadores é tida em conta, quando o objetivo é maniatar a UDS?”

Os adeptos da UDS também expressaram apoio às queixas do clube, concordando com as alegações de parcialidade e chamando a atenção para a necessidade de melhorias no sistema de arbitragem do Moçambola. “O nosso Moçambola precisa de VAR para os principais jogos da Liga. A LMF tem de pensar nisto para o Moçambola 2025. A verdade desportiva tem de imperar no recinto do jogo,” disse um adepto.

Outro fã expressou preocupações sobre o futuro do campeonato, especialmente em relação ao aumento das premiações monetárias e como isso pode influenciar as decisões arbitrárias. “Aquilo que vi naquele trio de arbitragem me deixou muito a pensar no futuro do Moçambola com esse aumento de valores monetários nas premiações.”

A reclamação da União Desportiva do Songo destaca questões importantes sobre a qualidade da arbitragem no Moçambola e a necessidade de melhorias estruturais para garantir a integridade do campeonato. A introdução do VAR e outras medidas para aumentar a transparência e a justiça são passos que podem fortalecer o futebol moçambicano e assegurar que todos os jogos sejam decididos de forma justa e equitativa.

Gostou deste conteudo?

Partilhe !!!

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Email

Respostas

Mais Novidades

Mambinhas Enfrentam Guiné-Bissau na Terceira Jornada do Torneio de Futebol Sub-17 em Cascais

Black Bulls Enfrentam Ferroviário de Lichinga na Abertura da Última Jornada da Primeira Volta do Moçambola 2024

Mambinhas Dominam no Torneio Sub-17 de Cascais com Goleada de 8-0 sobre Guiné-Bissau

PARA QUEM PENSOU QUE ERA A BLACK BULLS A DONA DA “MÃOZINHA”, EIS A SURPRESA: CONSELHO DE DISCIPLINA ORDENA INVESTIGAÇÃO DE PROVÁVEL SUBORNO NO JOGO TEXTÁFRICA – BLACK BULLS

Shaquille Nangy Assina por Dois Anos pelo Sagrada Esperança

Black Bulls Enfrentará Alize Fort das Ilhas Comores nas Eliminatórias da Taça Nelson Mandela

inspirando mudanças

PONTAPÉ DE SAÍDA PARA O 1º TORNEIO DE FUTEBOL “UFFLP – CASCAIS 2024”

Victor Mayamba Assume Comando do Desportivo de Nacala

Ironia do Destino ou Acaso? Estreias de Treinadores Marcam o Derby da 8ª Jornada do Moçambola

INSPIRANDO MUDANÇAS | REINILDO MANDAVA | GENY CATAMO | BRUNO LANGA

INSPIRANDO MUDANÇAS – GABRIEL JÚNIOR

INSPIRANDO MUDANÇAS – GILBERTO MENDES

explore por categoria

Mambas
Moçambola
CAF
COSAFA
Actividades
comunidade
eventos

conectando moçambique

PARTE 1

PARTE 2